Colecistectomia para retirada da vesícula: Entenda os impactos para o sistema digestório

  A vesícula biliar é o órgão responsável pelo armazenamento da bile, líquido formado pelo fígado para auxiliar na digestão de gordura. Na composição da bile está o colesterol, que auxilia na formação de cálculos dentro da vesícula biliar
 

Devido à formação de cálculos e inflamação, ou de pólipos e até câncer, o tratamento ideal para esse problema é a remoção do órgão completamente, o que é feito através da técnica de colecistectomia. Esse procedimento costuma trazer dúvidas aos pacientes em relação aos impactos no sistema digestório.
 

No entanto, depois da cirurgia, as alterações na digestão são mínimas. O fígado começa a armazenar a bile diretamente no intestino delgado e esse será o órgão responsável pela digestão.
 

Mesmo assim, alguns cuidados importantes com a alimentação serão necessários para evitar qualquer desconforto após a intervenção cirúrgica. Confira a seguir!

O que comer?
 

Inicialmente, é importante aderir a uma dieta pobre em gorduras e ricos em água, pois o organismo terá mais dificuldade em digerir, e isso trará desconfortos ao paciente, como gases, dores e diarreias.
 

Consumir frutas, grãos integrais, legumes em geral, carnes magras, verduras frescas e sucos naturais. Além disso, substituir alimentos fritos por cozidos ou grelhados também ajudará no trabalho digestivo no pós-operatório.

Quais alimentos evitar?

Da mesma forma, é preciso ficar atento aos alimentos que não poderão compor as refeições durante a recuperação após a colecistectomia. Alguns deles são:

• Laticínios integrais e gorduras de fonte animal (leite integral, manteiga e queijos amarelos);
 

• Peixes gordos (salmão, atum, anchova, sardinha e peixe-espada); 

• Carnes gordas (picanha, fraldinha, cupim, filé de costela, paleta, contrafilé, ponta de agulha e acém); 

• Chocolate; 

• Molhos prontos; 

• Bebidas alcoólicas; 

• Abacate e coco podem entrar no cardápio de forma equilibrada; 

• Oleaginosas, como nozes e castanhas, também devem ser consumidas com moderação.
 
Vale lembrar que as informações deste artigo não substituem o acompanhamento de um especialista. Em caso de dúvidas ou qualquer sintoma indesejado,
consulte um gastroenterologista!

Como Chegar

Contato

61 3352-4010
61 99938-7733 | 61 98123-5846

clinicagastrodiagnostico@gmail.com

Hospital Anchieta - Centro de Excelência 6º andar.
Salas 615/616/617/618
Taguatinga-DF
CEP: 72115-700


Assessoria de imprensa

Horários

Segunda a Sexta-Feira
07:30 às 18 horas

Sábado
08 às 12 horas


Acompanhe

Acompanhe nossas mídias sociais e fique por dentro de todas as nossas dicas de saúde.